Uma carta para um ex, ficante.


Estive pensando em muitas coisas desde ontem, coisas que na verdade sempre pensei, mas pra ti exatamente, nunca falei.

Lembra a primeira vez que saímos?
Naquela noite eu não esperava ir parar na tua casa, e muito menos dormir em cima do teu braço. Foi uma noite divertida.

Eu já tinha ouvido coisas absurdas ao teu respeito. Mas sabe o que me fez arriscar? O teu desejo de me mostrar que não eras o que eu pensava. Não eras o carinha que se achava e pegava todas.


Esquecestes de todas as palavras que me disse, esqueceu de cumpri-las. E eu não te culpo por isso, eu fui a culpada. Eu te dei a oportunidade de me mostrar. E te deixei aproximar, deixei que despertasse em mim a vontade de estar contigo na noite de Natal, e no novo ano que chegava.

Fui culpada por não dizer como me sentia. Quando passava a o dia comigo e no outro dia tinha que fingir que mal te conhecia. Feito a última vez que te vi. É a pior sensação do mundo. Você se sente pequeno, como se sua vida fosse resumida num único  momento de utilidade, depois o seu valor se extingue.


E ainda assim, eu te dei o meu melhor. Todas as vezes que precisou de qualquer coisa, desde ajuda com um conteúdo da faculdade a uma palavra amiga, eu estive lá. Não lembro de te dizer um 'não' se quer uma vez. Eu sempre tinha tempo, mesmo que não tivesse, eu sempre tava disposta pra te ver.

Sabe do que eu não lembro também ?
De quantas vezes me perguntou se eu tava bem, de falar comigo no outro dia depois de dormir em casa, de se preocupar, não lembro de nenhum cuidado teu sobre mim.


Fui culpada por te querer com todos os teus defeitos, de todos os jeitos, eu te quis. Respeitei teu tempo, teu espaço e te deixei livre pra nunca notar que eu jamais fui só uma amiga, apesar de achares que 'nunca me prometeu nada'. Eu te supervalorizei.

E eu não fui feita pra isso. Não é nisso que eu acredito, e não entendo como me subordinei por tanto tempo. Tanta doação por alguns momentos apenas. Eu mereço mais, e tu sabes disso. Sabes que eu mereço alguém que não me queira só de vez em quando, mas que me queira sempre. Alguém que não esteja comigo, querendo estar com outra. Alguém que se preocupe, que me ligue no outro dia, que permaneça só mais uns minutos. Eu fui culpada por tudo isso.

Quero que saibas que eu mais que tudo na vida quero te ver feliz, conquistando tudo o que desejares, até o coração daquela que tu amas. Eu sei que por trás desse menino cheio de insegurança,  existe um homem capaz de almejar tudo que se propõe.


Mas dessa relação louca, que não foi somente amizade, eu me despeço. Quero começar uma nova fase, livre de ser tua válvula de escape, livre de ser útil só quando te convém. Aprender a ser tua amiga apenas, amiga de verdade, amiga igual quando me confidencias teus segredos mas sem beijar minha boca depois.

Quero que tu aprendas a ser meu amigo também. Quero sentir que posso contar contigo além das paredes da minha casa.


Caso não conseguirmos isso, então não seremos nada.


Com carinho,


Sua ex, ficante.

Compartilhe:

Postar Comentário

0 comentários:

Postar um comentário