Sem perdão não há amor.


Quantos discursos você ouve ou faz a si mesmo iniciando com a frase que já é  um clichê ' QUEM AMA NÃO TRAI" quando o assunto é  traição. Será mesmo que só quem não ama, trai? Ou seria, só quem ama é que perdoa?
Padre Fabio na sua infinita sabedoria, nos faz sempre refletir, preste atenção no discurso dele: 

' Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor. 
O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. Sem perdão não há amor. 
Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou. 

O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão.
Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: - Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto.'

Padre Fabio de Melo

Agora, faça a pergunta a você mesmo:

Eu amo o suficiente para perdoar?

Compartilhe:

Deixe um comentário

3 comentários:

  1. Eu sempre vejo tanto mulher como homem dizendo: quem ama não trai, mas eu volto e penso; será que é assim mesmo ou não será porque o amor já acabou? Se existe a traição é porque já não existe mais o amo, e sem o amor não adianta querer pedir o perdão, não adianta mais perdoar alguém por uma coisa que há muito tempo não existe o tão sonhado amor. Amor é a confiança de um casal que tenham um pelo outro, será preciso que haja, a cumplicidade, a confiança, saber e aprender a ser confiante, e o mais preciso é confiar em si mesmo, aprender a não fazer as cobrança sem que saiba o que está de fato acontecendo. O amor começa a partir dai, e vem o perdão, o diálogo a simplicidade.
    Eu mim lembro que quando comecei a namorar já com 20 anos, tive que sair para trabalhar e meu noivo só disse o seguinte que seu amor seria o mesmo e dedicou toda confiança em nosso amor. Deois de casados ele foi trabalhar na mesma cidade onde eu trabalhei, e todos da cidade ficaram sem palavras ao saber que ele seria o meu noivo quando estive trabalhando lá, então é assim que sabemos como é o amor a confiança, o perdão, porque ele mesmo me falou sobre tudo a meu respeito naquela cidade. Então se eu tivesse traído meu noivo ele ficaria sabendo de tudo mesmo sem que eu tivesse contado.

    ResponderExcluir
  2. mais como viver com uma pessoa onde não tem mais confiança, como ficar com alguém policiando cada minuto com medo de ser traída novamente. Posso amar a pessoa, mais se ele me amasse não me trairia, e quem quer viver em um relacionamento onde apenas uma das partes ama. Posso perdoar, esquecer a mágoa, agora continuar vivendo com a pessoa, isso jamais, pois ai entra o amor que tenho por mim!

    ResponderExcluir
  3. Ao meu ver, existem vários tipos de situações envolvendo traição. Com certeza existem aquelas em que percebemos que não existe amor e que se continuarmos a insistir estaremos deixando de nos amar. No entanto, acredito que a situação a qual o padre se refere seja aqueles momentos em que há um deslize, em que cometemos um erro ou que escolhemos a atitude errada. Nós seres humanos, no caso. Para mim tudo sempre foi questão de observação e análise da situação. Existem pessoas que traem e realmente não estão no seu momento de aprender, então é melhor deixarmos ir embora. E existem pessoas que só precisam de um pouco mais de confiança, paciência e até mesmo carinho para que possam enxergar a verdade da situação e se recompor. Isso em qualquer tipo de traição. Perdoar é um exercício mútuo.

    ResponderExcluir